sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

FERRAMENTAS MANUAIS

FERRAMENTAS MANUAIS SEGURANÇA DO TRABALHO



Ferramenta + Acidente

Ferramenta manual é toda aquela que exige esforço do homem para o seu funcionamento. É indispensável o uso das ferramentas manuais em qualquer tarefa a ser desenvolvida, desde as mais simples até as mais sofisticadas. Um grande número de acidentes com ferramentas manuais ocorre porque elas são encontradas em todos os lugares, em indústrias e oficinas,  em escritórios e lares para pequenos serviços e consertos.
As lesões mais comuns são cortes, contusões, torções e lacerações.
As principais causas desses acidentes é através de método incorreto de trabalho, uso inadequado da ferramenta, escolha da ferramenta imprópria para o trabalho, falta de espaço para guardar a ferramenta, almoxarifado de ferramentas desorganizado, manutenção precária, não fornecimento dos tipos e tamanhos de ferramentas necessárias e falta de treinamento.
É muito comum que acidentes envolvendo ferramentas não são comunicados, e as vítimas acabam por não receber tratamento adequado aos ferimentos o que muitas vezes, degeneram-se infecções.
Para prevenir acidentes envolvendo ferramentas deve seguir-se o método de:


  •       Selecionar a ferramenta adequada ao trabalho que será realizado;
  •       Verificar se a ferramenta está em boas condições;
  •            Usá-la corretamente;
  •       Transportá-la de maneira segura;
  •       Armazená-la adequadamente e em local seguro;
  •       Usar o equipamento de proteção necessário;

Segurança no Uso das Ferramentas Manuais

Relativo aos altos índices de acidentes envolvendo ferramentas manuais é primordial desenvolver e aplicar um Programa de Ferramentas Manuais, envolvendo:

Controle das Ferramentas

  1.            Verificação: controlar ferramentas que estão fora e dentro do armário, ou caixa de ferramentas.
  2.       Conserto e manutenção: ferramentas usadas ou novas, devem ser inspecionadas para que esteja em condições de serviço.
  3.       Compra: deve ser atribuído os tipos, especificações e marcas das ferramentas adequadas, em cooperação com os responsáveis, equipes, segurança do trabalho.

Inspeção de Ferramentas

1º.  Programa: plano de inspeção regular das ferramentas deve ser desenvolvido e as inspeções de uso e conservação devem ser de responsabilidade de agentes de mestria, técnicos de segurança, membros da CIPA e supervisores e encarregados.
2º.  Política: divulgação, reparação ou descarte de ferramentas defeituosas ou quebradas;
3º.  Pessoal: os empregados que cuidam das ferramentas, bem como os que exercem a função de almoxarifes e até mesmo mecânicos e eletricistas devem estar bem treinados no uso adequado, inspeção, conserto e controle de todas as ferramentas manuais sob sua supervisão.

Obs.: È muito importante que seja elaborado fichas de controle de ferramentas manuais para equipes de trabalho que necessitam de ferramentas individuais, como exemplo, eletricistas que devem trabalhar com ferramentas isoladas. É muito prático e  adéqua à respectiva NR10.

Arrumação das Ferramentas

      a)    Guarda: devem existir armários, prateleiras, caixas, gavetas e painéis para a guarda das ferramentas em condições seguras. Como exemplo temos a figura:



      b)  No Trabalho: deve haver espaço suficiente para as ferramentas necessárias a cada trabalho, na bancada do trabalhador, numa prateleira, carrinho, caixa ou sacola, estando próxima ao trabalhador enquanto este estiver executando suas tarefas. Como exemplo temos a sacola de ferramentas: 


  

      c) Remoção das Ferramentas: quando as tarefas forem terminadas bem como no fim da jornada de trabalho, a área ao qual estava executando serviço deve ficar desimpedida e livre de quaisquer ferramentas, entre outras peças.


       Ferramentas Defeituosas
   Toda ferramenta deve ser cuidadosamente examinada antes de ser usada, o que é uma incumbência do agente de mestria , do encarregado pela guarda e do trabalhador (usuário).  As ferramentas defeituosas não podem ser distribuídas para execução das tarefas enquanto não ficar adequada, consertada e em condições de uso para serem entregues ao trabalhador.

      Transporte de Ferramentas
     Quando o trabalhador necessitar elevar ou abaixar as ferramentas entre diferentes níveis,deve-se utilizar uma bolsa de lona ou balde, presos a uma corda.
    Obs.: lembrando que o trabalhador que sobe e desce escadas, principalmente às escadas fixas tipo marinheiro deve estar com suas mãos livres para que as duas lhe deem apoio. Deve utilizar outros dispositivos de guardar ferramentas, presos no cinturão, deixando sempre as partes pontiagudas voltadas para baixo. Nunca transportar em bolsos.

     Ferramenta inadequada para o serviço

    O trabalhador deve conhecer as ferramentas adequadas para o serviço que ele executa. Ele deve ter noção lógica da ferramenta certa para a tarefa pois, falta de conhecimento, preguiça, descuido e improvisação voluntária podem acarretar consequências  não só envolvendo o trabalhador mas também acarretando danos à máquina ou dispositivo que esta em manutenção. O trabalhador deve ser treinado e continuamente supervisionado.

    Regras Gerais para uso de ferramentas

 Ø  Utilizar a ferramenta sempre para o fim a que se destina e respeitar seus padrões de medida;
 Ø  Nunca utilizar prolongadores sobre ferramentas, pois suas condições de uso normal estarão alteradas, já que provavelmente será atribuido uma força maior;
 Ø  Nunca alterar as condições originais das ferramentas, isso acarreterá mudanças na estrutura da ferramenta e falhas em seu desempenho;
 Ø  Obedecer os procedimentos recomendados pelo fabricante, respeitar as linhas de atuação de cada ferramenta;
 Ø  Além da escolha adequada e correta da ferramenta, o trabalhador deve observar as normas de segurança em sua totalidade, é indispensável o uso de óculos de proteção, bem como os calçados, em determinadas áreas se faz necessário o uso de capacete de proteção também;
 Ø  Nunca expor as ferramentas ao calor excessivo, as condições de têmpera poderão ser alteradas;
 Ø  Trabalhadores que executam serviços envolvendo eletricidade, deve utilizar ferramentas isoladas, nunca ferramentas padrões; Salvo equipamentos e dispositivos não energizados.
 Ø  Mantenha as ferramentas limpas e adequadas;
 Ø  Mantenha os cabos das ferramentas sem presença de óleos, graxas, entre outras substâncias que exponha a risco de escorregar das mãos;
  
     USO DAS FERRAMENTAS MANUAIS

   Segue abaixo alguns exemplos de determinadas ferramentas e detalhes interessantes:
1 -    Talhadeira:
   Uso incorreto = como chave de fenda ou alavanca.
  Uso correto = cortar madeira ou metal.
 Defeitos = pontas ou cabeças inadequadamente temperadas (cabeças em cogumelo ou lascadas, pontas tortas ou quebradas), comprimento inadequado.


2 – Brocas e pruas

Uso incorreto = uso em material impróprio
Uso correto = usar em material próprio
Defeitos = mal-temperados, embotados (perdeu a força , estabilidade), gastos, bordas cortantes, 
lascadas, corpo gasto, quebrado ou deformado.




3 -  Limas
Uso incorreto = como martelo ou alavanca.
Uso correto = limar materiais.
Defeitos = falta de cabo, espiga curva ou quebrada, dentes gastos ou entupidos, extremidades lascadas, limas quebradas.










4 – Serras de mão
Uso incorreto = uso em material impróprio. Uso de serra de serrador para corte perpendicular às fibras. Uso no traçador para serrar no sentido das fibras.
Uso correto = uso em material próprio. Usar o traçador para serrar perpendicularmente as fibras. Serra de serrador no sentido das fibras.
Defeitos = dentes mal afiados, lâminas encurvadas, cabos frouxos ou quebrados.



5 – Martelos
Uso incorreto = uso de martelos de unha em aço de alta têmpera. Uso de martelo mecânico como martelo de carpinteiro. Uso de martelo de unhas como talhadeira. Uso do cabo do martelo para bater em peças
Uso correto = uso de martelo de unha em carpintaria. Uso de martelo de mecânico para trabalho em máquinas. Uso de martelo de unha para extrair pregos.
Defeitos = cabos frouxos, rachados ou ásperos, cabeças lascadas ou deformadas, unhas encurvadas ou quebradas, deficiente equilibrio. Cunha inadequada ou inexistente.







6 – Facas
Uso incorreto = uso de faca como chave de fenda ou alavanca.
Uso correto = para cortar.
Defeitos = bordas cortantes, ou pontas embotadas, chanfradas ou de forma imprópria, cabo frouxo, quebrado ou curto. Afiação inadequada. Falta de protetor de mão (ou protetor impróprio).


7 – Macacos
Uso incorreto = sobrecarregar. Usar como suporte depois de erguer a carga.
Uso correto = para erguer peso dentro de sua capacidade.
Defeitos = engrenagens ou catracas gastas. Filetes de rosca gastos ou quebrados; dispostivos de sustentação quebrados, encurvados, gastos ou de desempenho impróprio. Cabo torto, muito pequeno ou frouxo.




8 – Machados
Uso incorreto = como alavanca ou cunha, corte de material impróprio.
Uso correto = picar, cortar ou rachar material próprio, tal como lenha.
Defeitos = cabos frouxos, rachados ou quebrados. Pontas ou bordas embotadas, chanfradas ou mal-temperadas. Deficiente equilíbrio.




9 – Chave de Fenda
Uso incorreto = como alavanca, cunha ou talhadeira.
Uso correto = para apertar ou soltar parafusos.
Defeitos = mandíbulas gastas ou encurvadas, cabos ásperos ou encurvados; mecanismo gasto, emperrado ou quebrado.




10 –
Uso incorreto = como pá direita
Uso correto = para remover material.
Defeitos = cabos quebrados, rachados, ásperos ou frouxos; lâmina torta ou dentada.








11 – Chave Inglesas, Chaves Fixas entre outras
Uso incorreto = usar como martelo, prolongá-la com tubos, manuseá-la empurrando-a.
Uso correto = para afrouxar ou apertar juntas, manuseando-a puxando.
Defeitos = mandíbulas gastas; fecho de abertura da chave inglesa emperrado ou sem lubrificação.








12 – Paquimetro
Uso incorreto = como alavanca
Uso correto = para medir afastamento ou tolerâncias.
Defeitos = estrutura entortada, hastes gastas e tortas.




13 – Micrômetro
Uso incorreto = como grampo
Uso correto = apenas para medidas de precisão.




14 – Alicates
  Alicate diagonal = possui mandíbulas cortantes, que colocadas em ângulo, tornam-se essenciais para pino de chaveta.
 Alicate bico de pato = auxiliam em aberturas estreitas, remoção e instalação de pinos, retentores de mola de válvulas, usados em alguns motores;
Alicate de corte = usado em equipamento elétricos e cortes preliminares de cabos, deverão estar sempre isolados.
Uso incorreto dos alicates = como martelo e chaves.
Defeitos = mal-temperados, dentes danificados, garra defeituosa, desgaste.




 Alguns Vídeos sobre Ferramentas Manuais



O vídeo ABC Tools é inglês, porém  as imagens são fáceis de entender, vale a pena assistir!

video 1


 vídeo 2

 

ESPERO QUE ESTA MATÉRIA SEJA ÚTIL A QUEM INTERESSAR. BOM PROVEITO!

O estudo e esta pesquisa foram com base na bibliografia:

Campos, Armando
Prevenção e controle de risco em máquinas e equipamentos e instalações / Armando Campos, José da Cunha Tavares, Valter Lima. - São Paulo : Editora Senac São Paulo, 2006.



    

    Ferramentas Manuais

  Atenciosamente,
    Fer. V.B. - ProteViDA Segurança do Trabalho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário